Concerto de dia 10 de Junho Dia de Portugal

No dia 10 de junho de 2018, Dia de Portugal, a Banda da Sociedade Filarmónica Comércio e Indústria da Amadora, dirigida pelo digníssimo Maestro Hélder Gonçalves, apresentou no palco dos Recreios da Amadora uma vez mais um belíssimo Concerto onde a música Portuguesa teve o seu destaque bem merecido, protagonizando assim uma tarde memorável de excelente qualidade musical a todos os espectadores que foram assistir ao vivo.

Veja ou reveja o concerto aqui na TVAmadora ou em Manuel Santos (que gentilmente fotografa os nossos eventos e a quem agradecemos a sua disponibilidade, simpatia e dedicação)

Concerto no Dia das Comemorações do Dia de Portugal

Não falte a mais um Concerto da nossa Banda!
Dia 10 de Junho de 2018 pelas 17.00h nos Recreios da Amadora!
Este concerto visa proporcionar ao público o encontro com a nossa música e a dar a conhecer a influência que a mesma teve nas nossas tradições e costumes. Este espetáculo valoriza não só a música portuguesa, bem como os compositores portugueses e de forma substancial toda a Banda Filarmónica, que produz e divulga a Música há mais de dois séculos.
Pode adquirir os bilhetes com preço de sócio na nossa sede das 16h00 às 20h00 e nos Recreios da Amadora no horário indicado.

Concerto de Professores da SFCIA!

Os professores da nossa Escola de Música, Hélder Gonçalves, João Garcia, Márcio Pereira, Joana Costa, Margarida Rendeiro, Porfírio Marques e Ester Jerônimo decidiram juntar-se e realizar um Concerto de Professores!

No dia 1 de maio de 2018 pelas 18h.00 na sede da SFCIA, não falte e venha assistir a um Concerto memorável, onde o talento e o profissionalismo irão actuar em “forma” de música! Saudações musicais!

Este ano quando preencher o seu IRS também pode apoiar a Cultura e sem custos para si!

A Sociedade Filarmónica Comércio e Indústria da Amadora é uma sociedade sem fins lucrativos que precisa do seu apoio para continuar a fazer mais e melhor pelos nossos jovens músicos!

Desde já agradecemos a sua colaboração!

*Assinale com um X onde diz: “Instituições Particulares de Solidariedade Social ou Pessoas Colectivas de Utilidade Pública (art.º 32, nº6, da Lei nº 16/2001, de 22 de Junho)