Historial da Colectividade
 
Nascemos em 2 de Agosto de 1959. A nossa paternidade foi o entusiasmo e a "carolice" de uns quantos residentes na Amadora de então.

 

O nosso objectivo, era a música e, através dela, participar na vida local. Depressa percebemos que o betão e o cimento que crescia à nossa volta não se compadecia com as nossas intenções artísticas e culturais.

Faltava-nos, então, em meios aquilo que nos sobrava em entusiasmo. Para sobrevivermos procuramos o patrocínio do Comércio e das Indústrias locais. Assumimos uma designação conforme esse mecenato.



Hoje, temos significado e peso no contexto social da cidade que agora somos. Participamos na vida da Amadora através da música, praticando-a, ensinando-a aos alunos das escolas e a quem mais pela música se sinta de qualquer forma motivado.

Em 1986, a Sociedade Filarmónica Comércio e Industria da Amadora foi agraciada pela Câmara Municipal da Amadora, com a medalha de mérito Municipal (Prata).


 

Em 1997, com a unanimidade de todas as forças politicas, representadas na nossa Autarquia, foi atribuído à Banda Filarmónica a medalha de Prata, mérito e dedicação da C. M. Amadora.

Planificam-se, actualmente, trabalhos a médio e longo prazo e para além de um historial preenchido com a realização de concertos, participação em solenidades e festas que têm contribuído para o nosso engrandecimento e difusão da Cidade de Amadora nos diversos pontos do País, promove ainda como iniciativas anuais o "Concerto de Ano Novo", o "Maio Musical" e o festival de Bandas Filarmónicas “Cidade de Amadora”.



Presentemente, a Banda Filarmónica é composta por quarenta e seis elementos, maioritariamente jovens de ambos os sexos, quase todos formados nas nossas escolas e muitos deles a frequentarem o Conservatório de Música de Lisboa, e a sua faixa etária, oscila entre os 9 e 60 anos.

Desde 1999 que, dando cumprimento ao desejo manifestado pelos nossos alunos, pais e associados, criámos uma Orquestra e um Coro Juvenil, cujas idades variam entre os 8 e 18 anos, e o resultado técnico e artístico deste trabalho, é já, unanimemente reconhecido e do agrado de todos os intervenientes.



Após muita persistência, luta, espera e paciência, a 26 de Setembro de 2004 foi finalmente inaugurada a nova sede, o que vem contribuir de forma decisiva para a melhoria das condições do nosso trabalho e podermos, facilmente, levar a efeito as vastas iniciativas que esta actividade encerra.

Possui já vários CD’s gravados ao vivo e um primeiro CD comercial, gravado no auditório da nossa sede social.